NO FIM NÃO VAI FICAR NADA | Land Portal
CDE

Información del recurso

Date of publication: 
Enero 2011
Resource Language: 
ISBN / Resource ID: 
CENTREF-NOFIMN-201101
Pages: 
41
Copyright details: 
CDE - Universitat Bern
O objecto deste relatório são os utilizadores dos produtos florestais e os efeitos da conjugação
das suas estratégias e actividades extractivas na sustentabilidade dos recursos naturais e no
desenvolvimento sustentável da região. O objectivo é contribuir para a compreensão dos
efeitos da utilização da floresta pelos diversos utilizadores na sustentabilidade do recurso. O
estudo analisa o papel desempenhado pelos Comités dos Recursos Naturais (CRN) na
exploração da floresta.
 
Uma diversidade de fontes orais e escritas que tratam das florestas em Cabo Delgado foi
utilizada para complementar as entrevistas, observações e os resultados dos seminários ALS
efectuados. Os materiais utilizados incluem estudos anteriores realizados no contexto do
projecto ESAPP. Trata se estudos sobre a regeneração de florestas em Cabo Delgado iniciados
há mais de dois anos. Estes trabalhos incluem seminários de Auto Aprendizagem para a
Sustentabilidade, relatórios de campo, estudos de carácter académico, planos de maneio
usados pelo concessionário e outros.
 
As entrevistas e observações decorreram mais ou menos de forma continuada desde que esta
fase do projecto começou em 2008. Foram sistematicamente entrevistados os concessionários
que actuam na região, os funcionários das empresas madeireiras, os residentes das aldeias
existentes no interior das concessões, os funcionários do Estado e outros. Não foi possível
colher informação directa de exploradores furtivos em parte devido a natureza ilegal do seu
trabalho. A informação sobre a actividade destes foi obtida de uma forma indirecta através dos
membros dos Comités dos Recursos Naturais bem como de observações dos resultados da sua
extracção – abate, serração no terreno, transporte, etc., e do próprio concessionário e seus
trabalhadores.
 
Os principais resultados indicam que o corte pela empresa concessionária MITI Lda., e por
outras que actuam na região, pelos furtivos e por outros actores – serradores que utilizam
serrões manuais - exerce uma pressão muito grande sobre as árvores de espécies
comercializáveis sobretudo chanfuta, umbila e pau-ferro., A regeneração natural das florestas
no norte de Cabo Delgado está a ser comprometida pela conjugação das várias actividades
extractivas e das queimadas descontroladas. A MITI continuou o padrão de exploração de
recursos florestais que era característica das empresas que actuaram na região anteriormente.
A MITI não aproveitou e não conseguiu de uma forma clara atingir os objectivos da nova
legislação – a lei das concessões florestais que foi criada para evitar e precaver os efeitos das
antigas concessões florestais promovendo uma utilização sustentável dos recursos.
 
Palavras-chave: florestas, Comités dos Recursos Naturais, Cabo Delgado, MITI. 

Autores y editores

Author(s), editor(s), contributor(s): 

Yussuf Adam
Andreas Klaey
Júlio Machele

Publisher(s): 

Comparta esta página