Aller au contenu principal

page search

Bibliothèque Metodologia de Estudo dos Impactos dos MegaProjectos

Metodologia de Estudo dos Impactos dos MegaProjectos

Metodologia de Estudo dos Impactos dos MegaProjectos

Resource information

Date of publication
Mai 2016
Resource Language
Pages
38

Nas últimas décadas, tem-se verificado uma crescente procura de recursos energéticos, minerais e terra. No que respeita à terra (e água), o objectivo principal da procura é a produção de commodities e alimentos (sobretudo grãos), com sistemas de produção em grande escala de monoculturas, sob formas de subcontratação e pela acção de traders para abastecer o mercado internacional, em especial as grandes economias emergentes (“economias baleia”, assim designadas por consumirem muito – China e Índia). Este investimento é muitas vezes protagonizado por multinacionais, que actuam com grandes volumes de recursos financeiros e físicos, tornando-se mega, giga e tera projectos, designando-se em Moçambique megaprojectos (MP). Assiste-se, à escala internacional, a uma crescente combinação do capital agrário e mineiro com o capital financeiro.

Neste contexto, surge a necessidade de execução de análises e monitorias de natureza objectiva, fundamentada e com evidências, de forma a caracterizar os impactos e/ou efeitos da implantação e operacionalização de MP, à escala regional, nacional e local. Visto que a implantação e operacionalização destes projectos resultam numa metamorfose, a vários níveis, da economia em que se realizam, estas análises pressupõem a adopção de uma abordagem interdisciplinar, na medida em que diferentes variáveis se relacionam entre si, verificando-se relações de causa e efeito, de influência mútua e se estabelecem relações intersectoriais a diferentes níveis territoriais.

Share on RLBI navigator
NO