MapBiomas publica: RAD 2021 RELATÓRIO ANUAL DO DESMATAMENTO NO BRASIL | Land Portal

No último mês de julho, o MapBiomas [1], uma rede criada a partir de trabalhos conjuntos entre ONGs (Organizações não Governamentais), universidades, startups de tecnologia, publicou o relatório RAD 2021 - Relatório Anual do Desmatamento no Brasil [2], cujo objetivo é analisar os alertas de desmatamento detectados no ano de 2021. A iniciativa visa contribuir para o fim do desmatamento no Brasil por meio de um sistema de validação e geração de laudos de alertas de desmatamento em todo o país.

O sistema de monitoramento observado pelo Mapbiomas Alerta detectou 274.735 alertas de desmatamento em 2021, sendo que 65,5% deste total ocorreram no bioma amazônico. Ademais, de acordo com o relatório, houve uma queda de 8% no número de alertas avaliados entre 2020 e 2021. No entanto, é preciso salientar que apenas dois biomas (Amazônia e Pantanal) acompanharam esta redução, posto que nos demais (Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica e Pampa) houve aumento de alertas de desmatamento, causado por fatores, tais como:

  • Foi introduzida uma nova fonte de alerta em teste: o SAD Mata Atlântica, uma versão Beta; O SAD Caatinga continuou sendo aprimorado e apresentou 72% mais alertas que no ano anterior, ultrapassando o GLAD, uma fonte principal de alertas na Caatinga, uma vez que é especializado na detecção de alertas de matas secas no bioma;
  • No Cerrado houve um crescimento do desmatamento e consequente elevação do número de alertas;
  • Na Amazônia, houve um crescimento do desmatamento, porém, uma diminuição do número de eventos de desmatamento. Isso porque houve uma melhora do processo de agregação dos alertas, o qual foi aprimorado permitindo uma queda do número de alertas quando consolidados. Houve também uma elevação do tamanho médio das áreas desmatadas.

É importante destacar duas regiões que se tornaram um dos principais lócus de desmatamento, e nas quais se tem observado uma expansão das atividades agropecuárias: Amacro e Matopiba. A primeira localiza-se na divisa de três estados da Amazônia (Amazonas, Acre e Rondônia), sendo considerada a nova fronteira do desmatamento na região. Enquanto isso, a segunda situa-se no encontro dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Segundo o relatório, cerca de 23,6% do total da área desmatada no Brasil, em 2021, ocorreu no Matopiba – foram 5.206 alertas e 391.559 hectares desmatados, um crescimento de 14% quando comparado com 2020. Ademais, 72,5% da área desmatada no Cerrado ocorreu na região do Matopiba. Já a região Amacro teve 6.858 alertas e 203.143 hectares desmatados em 2021, isto é, 12,2% do total da área desmatada no Brasil, e cerca de 20,8% do registrado na Amazônia, o que significou um aumento de 28,8% do desmatamento na região quando comparado com o ano de 2020. Sobre relação dos estados, o relatório destaca:

Todos os estados e o Distrito Federal tiveram alertas de desmatamento detectados em 2021. O Estado do Pará lidera o ranking do desmatamento com 24,31% da área desmatada no país, seguido do Amazonas, com 11,75%. É a primeira vez desde 2019 que o Amazonas ultrapassa o Mato Grosso e o Maranhão, ocupando o segundo lugar. A área desmatada no Amazonas cresceu 50% em 2021 na comparação com 2020. No terceiro lugar ficou o estado do Mato Grosso, com 11,47% da área desmatada, seguido do Maranhão, com 10,09%. Juntos estes 4 estados (PA, AM, MT e MA) responderam por 57% do desmatamento detectado no Brasil em 2021. Além destes estados com cobertura na Amazônia, destaca-se o Estado da Bahia em quinto lugar, com 9,19% da área desmatada no país (MAPBIOMAS, 2022, p. 47).

Nota-se, desta maneira, que houve melhorias tecnológicas na captação de alerta de desmatamento, concedendo maiores detalhes sobre as características destes eventos. Sendo assim, não nos faltam meios para criar instrumentos que revertam esse quadro extremamente agressivo ao meio ambiente e à vida.

Referências

1 - MapBiomas. O projeto. S/D. Disponível em: https://mapbiomas.org/o-projeto. Acesso em 01 de agosto de 2022.
2 - Relatório Anual de Desmatamento 2021 - São Paulo, Brasil MapBiomas, 2022 - 126 páginas http://alerta.mapbiomas.org. Acesso em 01 de agosto de 2022.

Esta matéria foi originalmente publicada no IGTNews Ed-51.