Ação de agências da ONU apoia mulheres moçambicanas em áreas rurais | Land Portal
Campanha Agrícola 2020-2021 tem preparação mecanizada de 100 hectares nos campos de produção de arroz e transferência de tecnologias no Vale de Mandruzi, Mutua e Savane em Sofala; parceria tenta aliviar efeitos do ciclone Idai. *
 
A ONU Mulheres está a cooperar com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, no apoio a cerca de 100 mulheres rurais a reerguerem-se dos efeitos do ciclone Idai, no distrito de Dondo. 
 
A iniciativa inclui preparo da terra e entrega de insumos de produção (como enxadas, catanas e sementes melhoradas) às associações de mulheres produtoras com vista a relançar a cadeia de valor do arroz. 
 
Colheita positiva 
 
Segundo a ONU Mulheres, o setor agrícola, onde as mulheres são a maioria da força laboral, perdeu quase US$ 513 milhões com o ciclone. 
 
@Ouri Pota
Reconstrução é difícil para os agregados familiares chefiados por mulheres., by @Ouri Pota
 
Amélia Maite Chibica, 43 anos, é membro da associação do Vale de Mandruzi. Ela conta que o Idai lhe retirou os meios de subsistência. Mas hoje, se sente feliz e já sonha com uma colheita positiva devido ao apoio da ONU Mulheres e do Pnud. 
 
“A vida das famílias mudou porque nós não tínhamos nada para a lavoura. Assim, é uma maravilha. Entrou o trator e está a lavrar. Está a agradar. Isso é graças a Deus. Não contávamos que isso fosse a acontecer. A colheita vai ser boa. Desde que começamos a trabalhar aqui nunca lavramos e depois tratar. Este ano é a primeira vez. Vamos produzir muito e ultrapassar o que nós fazíamos”.
 
Já a agricultora Maria de Fátima Filipe, 41 anos, acredita que em 2020 a colheita vai superar a tristeza de 2019 para ela e para os sete filhos. 
 
“A ONU mulheres ajudou nos muito com oferta do trator. O trator permite lavrar a terra. A terra bem tratada permite uma produção melhor. Em 2019 passamos muito mal, muitas culturas foram-se com a água, por exemplo o arroz na fase próximo da colheita ficou destruído pelo ciclone Idai. Estamos com esperança que em um hectare possamos colher 6 toneladas de arroz”. 
 
Mudanças climáticas 
 
As mulheres têm sido afetadas pelos efeitos das mudanças climáticas e tendem a recuperar-se com lentidão devido ao fraco acesso aos insumos de produção, nomeadamente, terra arável, tecnologias, serviços de extensão agrária e financiamento. 
 
A reconstrução é difícil para os agregados familiares chefiados por mulheres que tem de cuidar da família e gerar rendimentos.
 
A pandemia da Covid-19 ameaça recuar os avanços na recuperação pós-desastre, o que justifica o investimento para a resiliência das mulheres rurais em tempos de Covid-19. 
 
*De Maputo para ONU News, Ouri Pota.
 
@Ouri Pota
Setor agrícola perdeu quase US$ 513 milhões com o ciclone Idai. @Ouri Prota. 

Copyright © Source (mentioned above). All rights reserved. The Land Portal distributes materials without the copyright owner’s permission based on the “fair use” doctrine of copyright, meaning that we post news articles for non-commercial, informative purposes. If you are the owner of the article or report and would like it to be removed, please contact us at hello@landportal.info and we will remove the posting immediately.

Various news items related to land governance are posted on the Land Portal every day by the Land Portal users, from various sources, such as news organizations and other institutions and individuals, representing a diversity of positions on every topic. The copyright lies with the source of the article; the Land Portal Foundation does not have the legal right to edit or correct the article, nor does the Foundation endorse its content. To make corrections or ask for permission to republish or other authorized use of this material, please contact the copyright holder.