O Land Portal, FAO e UNCCD lançam o podcast e portfólio sobre a relação entre a posse da terra e a sua degradação | Land Portal

17 de junho de 2022- Hoje é o dia da desertificação e da seca (#DesertificationAndDroughtDay) e para destacar a ocasião, o Land Portal, a FAO e a UNCCD se uniram para lançar dois novos produtos; um portifólio e podcast, aprofundando a importância da relação entre a posse e a Neutralidade da Degradação da Terra. 

De acordo com a SOLAW 21, 34% das terras agrícolas no mundo inteiro estão degradadas.  A neutralidade da degradação da terra é definida como "um estado em que a quantidade e a qualidade dos recursos da terra necessários para apoiar as funções e serviços dos ecossistemas a fim de aumentar a segurança alimentar permanecem estáveis, ou aumentam, dentro de escalas temporais e espaciais e em ecossistemas específicos". As descobertas mostram como a segurança dos direitos de posse da terra incentiva os proprietários(as) e usuários(as) a investir e se comprometer com atividades sustentáveis, tais como conservação do solo, drenagem, terraplanagem ou agroflorestamento, por exemplo.

É evidente que a governança responsável da posse está intimamente interligada com a obtenção e viabilização da Neutralidade da Degradação da Terra. "Nosso trabalho com a UNCCD e a FAO para elevar a consciência sobre o nexo entre a posse e a Neutralidade da Degradação da Terra tem sido um processo fascinante e frutífero. O podcast e o portifólio sobre o assunto proporciona aos(as) ouvintes e leitores(as) uma oportunidade de aprofundar não só o porquê da Neutralidade da Degradação da Terra, mas também o porquê de estarmos prestando muita atenção à interação entre a posse e a degradação da terra", diz Laura Meggiolaro, Líder de Equipe do Land Portal.

O podcast e o portfólio acima mencionados, e o empreendimento conjunto de todas as três organizações, podem ser consultados aqui: 

Imagem por : IFRC, CC BY-NC-ND 2.0

Related content: 
Thematic narrative
Photo by UNICEF Ethiopia. CC BY-NC-ND 2.0

Um terço dos solos do mundo - incluindo terras agrícolas, florestas, serras e solos urbanos - já estão degradados e estima-se que este número possa aumentar para quase 90% até 2050. Geralmente, a erosão do solo é entendida como a remoção acelerada da camada superficial da terra através da água, vento ou cultivo, resultando na sua degradação. Além disso, a degradação do solo também inclui mudanças deteriorantes nas propriedades biofísicas e químicas do solo, da água e da biodiversidade. A degradação da terra ocorre naturalmente, mas as pesquisas mostram que a degradação da terra é cada vez mais causada direta ou indiretamente por atividades humanas insustentáveis, notadamente desmatamento, sobrepastoreio, mineração ou agricultura intensiva . Isto tem impulsionado a perda da biodiversidade, a desertificação e levado a um aumento significativo das emissões de gases de efeito estufa . 

Copyright © Source (mentioned above). All rights reserved. The Land Portal distributes materials without the copyright owner’s permission based on the “fair use” doctrine of copyright, meaning that we post news articles for non-commercial, informative purposes. If you are the owner of the article or report and would like it to be removed, please contact us at hello@landportal.info and we will remove the posting immediately.

Various news items related to land governance are posted on the Land Portal every day by the Land Portal users, from various sources, such as news organizations and other institutions and individuals, representing a diversity of positions on every topic. The copyright lies with the source of the article; the Land Portal Foundation does not have the legal right to edit or correct the article, nor does the Foundation endorse its content. To make corrections or ask for permission to republish or other authorized use of this material, please contact the copyright holder.

Share this page